Sabe todas aquelas mudanças que você desejou para sua empresa?

Este é o melhor momento de implementá-las.

Momentos de crise proporcionam oportunidade única para mudanças de cultura, processos e estratégia. Com menos demandas e mais incertezas, os profissionais se veem obrigados a repensar na forma como estão trabalhando e o que fazer para otimizar seus resultados.

Para a manutenção, temos duas situações:

  1. Com máquinas paradas, sem produzir, é uma excelente oportunidade para estudar processos, fazer modernizações e tomar iniciativas proativas para evitar falhas recorrentes.
  2. Com menos máquinas funcionando, reduzir o downtime (tempo de inatividade por parada não-programada) se tornar um grande desafio. Menos máquinas significa, muitas vezes, menos redundância e, com tempo elevado para reposição de peças, devido a logística de fornecimento, o impacto na produção pode ser bem maior.

Resolva as causas do downtime na raiz

Entender os principais motivos de falhas e como evitá-los é fundamental para garantir o bom funcionamento das máquinas durante períodos de menos demandas. Este é o momento em que os ativos precisam trabalhar de forma eficiente.

Há três condições que precisam estar apropriadas: condições mecânicas, ambientais e elétricas. Há muitas ferramentas para analisar e inspecionar as duas primeiras condições. Já as condições elétricas podem não ser tratadas adequadamente. Por isso, representam hoje a maior causa de downtime dentre as outras condições nas indústrias.

Para torná-las adequadas e resolver as causas de downtime em sua raiz, é preciso verificar não só a conformidade às normas com dispositivos de regulação e proteção, mas também estudar a qualidade da energia da rede.

Para isso, faz-se necessário a análise de falhas e qualidade de energia nos pontos mais críticos de produção. Esta análise é o melhor ponto de partida para resolver inconvenientes elétricos.

O principais motivos de prejuízos provocados por qualidade de energia são: surtos de tensão, afundamentos de tensão e interrupções. Dentre estas, os surtos e transientes são os maiores responsáveis por queimas e travamentos de placas eletrônicas, inversores de frequência, controladores, nobreaks e quase todos os outros ativos elétricos.

Para monitorar esses efeitos, é importante realizar uma análise de qualidade de energia. Para resolver as causas, utilizam-se Supressores de Surtos de Alta Performance e Filtros Ativos ou Passivos contra harmônicos, por exemplo.

Aplique a Manutenção Inteligente

A Manutenção Inteligente é um conceito pouco falado e muito disseminado pela AS3 Engenharia. Manutenção Inteligente significa utilizar ferramentas de manutenção para mitigar efeitos de downtime de forma proativa e não reativa.

Uma das formas mais eficazes de implementar a Manutenção Inteligente é com o Monitoramento Remoto das condições das máquinas.

A AS3 Engenharia pode monitorar as condições mecânicas, ambientais e elétricas de todos os ativos elétricos de produção: motores, inversores de frequência, nobreaks, transformadores, disjuntores, controladores, etc. Isso tudo em tempo real.

Com análise preditiva é possível resolver quase todos os tipos de inconvenientes antes que eles ocorram. Isso significa menos downtime e principalmente, menos dores de cabeça para as equipes de manutenção.

Para saber mais informações sobre como reduzir downtime em tempos de crise, entre em contato.

Esse é o futuro.

E estamos lidando com ele hoje na AS3.

Deixe seu comentário